Pensei em várias maneiras de escrever esse post e percebi que nada melhor do que deixar o coração falar.

Há pouco tempo, desde final de 2015, eu e marido recebemos uma notícia que mudou nossas vidas. Não, por enquanto não estamos grávidos, mas foi algo que transformou tudo.

Os detalhes não importam, mas desde Dezembro sabíamos que existia uma grande chance de mudar de país, por causa de uma proposta de emprego que meu marido recebeu.
As coisas foram caminhando e fluindo até o dia da confirmação: vamos mudar para Estocolmo, Suécia.

E agora?

Não era surpresa, sempre tivemos esse plano, mas aconteceu um pouco antes do planejado.
Precisamos correr com tudo para a mudança: desfazer das coisas, avisar as famílias, amigos, documentos e empregos.. Aí chegou a parte dura: ter que dizer não para pedidos de orçamentos de novas famílias e as que eu já acompanhava.
Se tem uma palavra para descrever esse momento, a ideal seria: doloroso.
Dizer não para as histórias que eu acompanho com tanto carinho e para novas histórias que eu iria contar através do meu olhar e lentes…

Nos despedimos do nosso querido Brasil, apesar dos pesares, no dia 05/03/2016. Foi difícil falar tchau para a família e os amigos. Os dias que antecediam a partida causavam um sentimento no peito, uma mistura de ansiedade, saudade e dor. O peito ficava cada vez menor e o coração cada vez maior.. Esse sentimento quase não cabia mais.

Por isso, estou aqui, de coração aberto para dizer: mesmo abrindo mão de tudo que construí no Brasil, dentro da fotografia nos últimos 6 anos, eu amo cada um de vocês. Aprendi tanto e estou levando comigo um pouco de cada um. Espero ter deixado um pouco de mim com vocês.
Foi um caminho importante dessa história que estou construindo/reconstruindo, essa roda viva da vida, que não pára de girar.

Acredito que será para um bem maior, terei outras oportunidades de aperfeiçoar o meu olhar, outras luzes, outros ângulos, oficinas, ouvir e observar mais.

Não temos uma data para voltar e também não saberemos se será algo definitivo. Está tudo em aberto, mas tenho certeza que irei ao Brasil sempre que aparecer uma oportunidade!

Peço desculpas por não ter comunicado antes aqui no site, foi MUITO corrido, todos os dias eram focados para alguma tarefa da mudança e finalizar as pendências de trabalho…

Quero agradecer a cada um de vocês que sempre acreditou em meu trabalho, me apoiou profissionalmente e pessoalmente também. Alguns clientes viraram amigos e pessoas próximas, tenho um enorme carinho por todos. Sou muito grata por tudo.

Aprendi com a fotografia que o amor é poderoso, se transforma em algo grandioso e imensurável, o amor de uma mãe e de um pai, mas que não é fácil maternar. Aprendi que para parir, é preciso se informar e ter paciência, que é possível ter um parto com respeito, que amamentar é preciso ter apoio, que sempre vai ter palpite, aprendi que slingar é mais uma forma de ter um coração batendo pertinho do seu, aprendi que alimentação infantil saudável é determinante na saúde do resto da vida, aprendi que “só” um tapinha não pode, aprendi o que é parceria DE VERDADE e quem é de mentira, aprendi tanta coisa, poderia ficar horas aqui.

Aprendi que empreender é se entregar e se doar para conquistar os objetivos.

Tenho certeza que construí uma trajetória bonita, fiz parte de acontecimentos maravilhosos, ri junto, emocionei junto e vibrei junto em todas as conquistas.
Para cada nascimento, para cada vela assoprada nos parabéns, em abraços de reencontros, sorrisos, primeiros momentos, olhares emocionados e muito amor guardado nas fotos, páginas de álbuns e caixas que fazia questão de caprichar.

Não vou parar de fotografar, apenas preciso de tempo para me reencontrar, aprender a nova cultura, idioma e descobrir o que tem de lindo por aqui na região.. Estou muito ansiosa para compartilhar com vocês as novas fotografias.

Eu e meu marido estamos muito felizes e queremos agradecer também pelo carinho e desejos de felicidades na nossa nova caminhada.

Grande beijo e espero continuar mandando novidades aqui no blog.